Método Kiber

Novembro 16 2009

 MUNDO

            Lembra-se no número anterior de ter lido, que uma mente superior e equilibrada não divaga? Uma mente equilibrada também não se mantém obsessiva, ora quando ela não está relaxada, deverá de estar descontraída. Os pólos opostos “concentração – descontracção” deverão fazer parte da vida. 

            Se de manhã, após o levantar, é habitual ter ainda sono e é com esforço que tenta despertar para ir para o emprego, que terá que recorrer a um café, ou outro estímulo, para se aguentar durante o dia, apesar de voltar para casa cansado e mesmo assim ter insónias, é natural que tenha uma vida sob pressão e stressada. 
Hoje em dia, devido à vida moderna é tão difícil a concentração como a descontracção, mas é possível atingirmos essa paz interior se nós seguirmos determinadas regras e fazendo delas um hábito.
Todos os dias faça o seguinte exercício:
            1 – Procure um ambiente calmo e acolhedor, sinta-se como um peixinho na água, sem ruídos e luz suave. Poderá usar música ambiente se gostar.
            2 – Sente-se ou deite-se numa superfície confortável. Use roupas soltas, não convém sapatos apertados. Tire os óculos, ou lentes de contacto, ou qualquer outro objecto que o poderá impedir o relaxamento.
            3 – Respire profundamente e sinta o seu corpo a libertar-se de tensão. Depois, respire muito lentamente. É importante controlar a respiração. A ira e o medo como as outras emoções fazem-nos respirar mais depressa. No entanto, podemos tranquilizar consideravelmente a mente se fizermos inspirações profundas e lentas. Se estivermos nervosos numa determinada situação, experimentamos respirar devagar, com inspirações profundas e longas. Então verificaremos que conseguimos manter a ansiedade e tensão sob controlo.
            4 – Agora diga para si próprio: “Estou completamente relaxado...”, na teoria o seu cérebro recebe a mesma ordem como se quisesse mexer os dedos da mão ou fechar os olhos, mas poderá sentir dificuldade. Então visualize que o seu corpo se está a sentir leve como uma pena, que flutua no espaço, imagine que está suspenso no ar. Então experimente o relaxamento progressivo. Dobre os dedos dos pés para a frente... deixe cair os dedos voltando à posição de repouso. Sinta agora a tensão dos músculos da barriga das pernas, mantenha por um pouco e relaxe. Faça o mesmo aos joelhos, às nádegas, pressione os músculos com força. Aguente e relaxe. Agora faça aos membros superiores. Aperte fortemente o punho e abra a mão descontraído-a. Experimente os braços, os ombros, as costas, a barriga e o peito. Por fim concentre-se no rosto, na testa, nos músculos da boca e no queixo.
            A técnica é de percorrer todos os grupos musculares do organismo. Ao pressionar os músculos do corpo deverá relaxá-los, dessa maneira irá identificá-los e assim poderá controlá-los conscientemente. Com a prática deixará de os pressionar, bastará pensar neles e eles voltarão ao estado de repouso, com a mesma facilidade que abrir a boca. Com esta técnica poderá descontrair uma parte do corpo ou todo o corpo sempre que necessitar, tendo em conta que a maneira de conseguir um relaxamento geral é percorrer mentalmente cada uma das partes para as relaxar.
            Técnica do quadro negro. Quando estiver totalmente relaxado visualize um quadro negro que se aproxima diante dos seus olhos. Não pense em nada, só no quadro negro. Sinta que o seu corpo flutua no espaço. A sua mente entrará no vazio relaxante.
PROF. KIBER SITHERC
 
 VIDA
 
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 11:05

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


pesquisar
 
blogs SAPO