Método Kiber

Setembro 05 2010

 

            Há várias versões de uma lenda indiana, sobre seis, noutras versões sete cegos e um elefante. Assim como tantas outras parábolas milenares, a lição moral permanece moderna. Pode ser interpretada e aplicada a diversos conceitos e situações actuais.

 efant20.gif (15485 bytes)    mix_246.gif (16244 bytes)

            Mas esta versão parece a mais antiga: Buda encontrava-se no bosque de Jeta, quando chegaram numerosos filósofos de diferentes escolas e tendências religiosas. Então chegaram as controvérsias:

efant21.gif (13711 bytes)   mix_068.gif (9107 bytes)
 - O mundo é eterno. Isso é certo e tudo o mais é um engano.

            Outros asseguravam:

            - O mundo não é eterno e esta é a única verdade.

girl_riding_elephant_md_wht.gif (25831 bytes)                  mix_129.gif (12790 bytes) 
            Uns diziam que o mundo era infinito e outros que não. Estes, que o corpo e a alma são o mesmo. E aqueles, que são duas realidades diferentes. Alguns, que a alma tem existência depois da morte e outros que carece de tal. E assim, cada um sustentava seus pontos de vista, na convicção de que os seus eram os verdadeiros e os demais eram falsos.

elephant_ear_twitch_md_wht.gif (15801 bytes)      mix_070.gif (15097 bytes) 
            Assim passavam seu tempo em resistentes polémicas e inclusive chegavam à indignação e ao insulto. Tudo foi ouvido e visto por um grupo de monges que relataram a Buda o acontecido. Este comentou:

eles.gif (11586 bytes)          mix_227.gif (9749 bytes)
            Monges, esses filósofos são cegos que não vêem. Agora vos contarei um acontecimento dos tempos antigos. Havia um rajá que mandou reunir a todos os cegos que havia em Savathi e pediu que lhes pusessem um elefante. Assim se fez. Se lhes pediu aos cegos que tocassem no elefante. Um tocou a trompa, outro o culmino, outro a pata, outro a cabeça e assim sucessivamente. Depois, o rajá perguntou aos cegos:

elephant_tightrope_md_wht.gif (17386 bytes)           mix_069.gif (19196 bytes)   
             - Que lhes pareceu o elefante que tocaram?

            - Um elefante se parece a um cachorro - asseguraram os que haviam tocado a cabeça.

            - É como um cesto de aventar - contestaram os que haviam palpado a orelha.

            - É uma grade de arado - sentenciaram os que haviam tocado o culmino.

            - É um granito - insistiram os que tocaram o corpo.

            E assim, cada um, empenhado em sua crença, discutia e brigava com os demais.    

 efant24.gif (15855 bytes)

            A experiência das coisas que cada homem pode ter é sempre limitada. Por isso, a sensatez obriga a levar em conta também as experiências dos outros para se chegar a uma síntese.

efant25.gif (12558 bytes)   spray_md_wht.gif (4812 bytes)

            A pessoa, o ser humano, apresenta muitas facetas. Existe o risco de polarizar a atenção em algumas delas, ignorando o resto. Fazendo isso, estaríamos repetindo os cegos da parábola. Cada um ficaria com uma visão unilateral e parcial.

anim-ele.gif (1250 bytes)     mix_339.gif (21426 bytes)

            Para obtermos uma visão o mais integral possível do que é uma pessoa, devemos reunir, numa unidade, os numerosos aspectos que podem ser observados no ser humano. É o que devemos tentar fazer, cientes, porém, de que uma visão completa, como diria o príncipe indiano, é sempre impossível

 

PROF. KIBER SITHERC 

-

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 21:45

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


pesquisar
 
blogs SAPO