Método Kiber

Janeiro 22 2010

 

           O que é provável é incerto, poderá jamais vir a acontecer. Muitas pessoas vivem aterrorizadas apenas pela possibilidade de alguma coisa vir a ocorrer. Na verdade o grande temor dos antigos gauleses era se a abóbada celeste lhes caísse em cima.  
            Na verdade seria mais fácil cair um meteorito em cima das nossas cabeças. Dos milhares meteoritos que caem do espaço durante o ano, apenas uma pequeníssima percentagem caem no nosso planeta. A possibilidade de nos atingir também ainda é mais reduzida. Apesar de eles continuarem a cair e de já terem feito na Terra grandes crateras, e de alguns peritos acharem que eles extinguiram os dinossauros, parece que ninguém se preocupa com eles. Pelo menos ainda não conhecemos a fobia chamada meteofobia. É bem provável que a nossa civilização seja extinta com a queda de um ou vários meteoritos ao mesmo tempo de proporções colossais. Mas não nos devemos preocupar-nos com isso porque tudo isso são hipóteses.  
            Quase todos os dias ouvimos notícias de pessoas atropeladas, roubadas, violadas, assassinadas, mas se tivermos cuidado e se formos prudentes a probabilidade de nos acontecer essa ocorrência poderá ser mínima. 
            Em dias de trovoada, será que a probabilidade de nos cair um raio é grande? Será que devemos temer tanto e orar pela santa Bárbara e por todos os santos do Céu? Na realidade, não é muito vulgar ouvirmos notícias de pessoas que sejam atingidas pelos raios, por isso a probabilidade de sermos atingidos é muito reduzida. As probabilidades de se morrer fulminado por um raio são, durante um ano, conforme a estatística, uma em um milhão.
            Muitas pessoas entram em pânico só de pensarem que terão que viajar de avião, amedrontam-se quanto aos noticiários dos aviões que se despenham ou que têm acidentes. Assim mais se confirmam no seu receio, mas na verdade milhões de pessoas viajam diariamente, e nem todos os dias cai um avião, segundo as estatísticas o avião ainda é o meio de transporte mais seguro do mundo.            
            As companhias de seguros, ganham milhões de euros, com a preocupação de coisas que raramente acontecem. As seguradoras apostam com as pessoas em como as catástrofes que as preocupam jamais acontecerão. Na verdade, não chamam a isso apostas; mas sim seguros. Mas a verdade é que não passa de uma aposta, baseada na lei das probabilidades. No entanto, os seguros fazem-se de coisas incríveis: desde grandes navios até pormenores do corpo como coxas e seios femininos. Tudo é assegurado, por vezes contra calamidades e derrotas que, segundo a lei das probabilidades, não acontecem com a frequência que se imagina.
            Segundo a lei das probabilidades todos estamos condenados à morte, tanto os jovens como os idosos, e na verdade a maioria faz uma vida normal, como se durassem toda a vida. Na verdade a probabilidade de um idoso morrer é muito maior que uma criança ou um jovem, o idoso poderá cessar de existir dentro de um ano ou uma década! No entanto ele poderá sentir-se feliz e realizável. Como poderá ser isso? Temos o segredo: viver um dia de cada vez, o mais positivo possível.
            Com a lei das probabilidades podemos ajudar-nos a manter a mente tranquila. Será que acontece isso frequentemente? É provável que aconteça? Será que acontece mesmo? Segundo as probabilidades podemos analisar todos os factos racionalmente.
            As más notícias, espalham-se rapidamente, porém as boas, demoram, e às vezes lamentavelmente não chegam a ser reveladas. Se desenvolver a sua auto-estima e confiança, sentirá que nada o poderá afectar. 
 
PROF. KIBER SITHERC
 
 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 03:37

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

17
23

25
27
28
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO