Método Kiber

Janeiro 21 2010

 

            Há um poder extraordinário e infinito que tem sido subestimado de uma maneira errada pelo Ocidente. Esse poder chama-se: imaginação. No Oriente, a imaginação é tida como uma disciplina, útil na vida e no quotidiano. Distinto no Ocidente, que se tornou sinónimo de devaneio, delírio e de alucinação.
            É através da imaginação que a mente exerce o infinito do seu poder. Pascal escreveu “que a imaginação estabeleceu no homem uma segunda natureza”. O grande imperador Napoleão disse que era a imaginação que governava os homens.
            Émile Coué, o célebre, francês terapêutico da auto-sugestão, escreveu: “Quando os seus desejos e a sua imaginação estão em conflito, a sua imaginação invariavelmente ganha a batalha”. Por exemplo: você caminhará sem dificuldade por uma prancha colocada no chão. Suponhamos que a mesma prancha esteja colocada a uma altura de dez metros, entre duas muralhas. Você, provavelmente, não arriscaria de andar sobre ela! O medo de cair, seria mais forte do que o seu desejo de andar sobre a prancha. A ideia dominante, a de cair, acabaria por vencer. O poder da imaginação acabaria por prevalecer. Para caminharmos na prancha, precisaríamos de acreditar na nossa própria destreza e no êxito. Se não tivermos essa confiança, falharemos por maior que seja a nossa habilidade.
            Através da imaginação a mente exerce o controlo sobre o corpo. A imaginação humana pode mostrar-se destrutiva e prejudicial, porque o corpo responde sempre à imaginação. Há anos que os terapeutas, através da hipnose, exploram o poder da imaginação humana.
Hoje, não resta qualquer dúvida da imaginação influenciar o nosso corpo. Há casos conhecidos de mulheres que ao julgarem que estão grávidas, deixam de ter períodos, os seios aumentam de volume e começam a engordar, mesmo não havendo qualquer feto em gestação. A imaginação também poderá influenciar o processo de digestão. O sistema imunológico do organismo pode ser controlado usando-se também a imaginação.
Quando a imaginação é usada positivamente ela consegue prodígios. Todos nós usamos a imaginação, mas nem todos temos conhecimento dos seus efeitos extraordinários. Hoje a imaginação é usada para obter mais rendimento no desporto, o desportista na sua concentração imagina que atira bolas ao cesto; o ginasta imagina que faz todos os exercícios com perícia; o nadador imagina-se que faz os exercícios de natação na piscina. Quando eles depois executam esses exercícios no mundo real, conseguem com mais confiança e facilidade. O mesmo exemplo poderá ser usado para várias situações em geral. Se quiser aprender a fazer esqui, observe atentamente os bons profissionais, então, imagine-se que executa todos esses movimentos. Depois execute esse desporto no mundo real.
Se gostaria de ser uma pessoa desinibida e mais confiante, observe alguém que conheça que possui essa característica, modele as atitudes que gostaria de adoptar, as palavras, os gestos, as expressões. Então, imagine diante do espelho que está usando todas essas características desinibidoras, depois pratique no mundo real.
Você poderá usar um, ou vários modelos de pessoas que admira, buscando características interessantes dessas pessoas. Na Psicologia, esse processo chama-se: modelagem. Todos nós temos a capacidade de imitar, isto é, de modelar alguém nos seus traços positivos. Se a imaginação é uma expressão que não lhe agrada, poderá substitui-la pela visualização. 
 
PROF. KIBER SITHERC
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 01:44

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

17
23

25
27
28
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO