Método Kiber

Janeiro 19 2010

 

            “Eu, porém, vos digo que, de maneira nenhuma jureis: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o escabelo dos seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei; nem jurarás pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto. Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; porque, o que se passa disto é de procedência maligna” (Mateus 5:34-37).
            Essas palavras proferidas pelo Mestre no Sermão da Montanha, têm uma sabedoria extraordinária, pois não foi em vão que o sábio Mahatma Gandhi disse que todos os livros se perdessem e esse sermão fosse recuperado nem tudo ficaria perdido.
            Costuma-se dizer: “Quem mais jura; mais mente”. Se habituar-nos a falar verdade não necessitaremos de jurar, porque isso de maneira nenhuma invalida o nosso argumento.
            Quando compramos alguma coisa de “marca”, pretendemos obter algo autêntico, o produto de “marca” nos dá a garantia do verdadeiro; que não estamos a comprar: Gato por lebre. A autenticidade, é tão importante, que por vezes a imitação perfeita, ou semelhante perde todo o seu significado, em favor do autêntico: quer do vestuário, ou de uma obra de arte ou de um simples utensílio doméstico ou alimento.
            Incongruência é a contradição de si mesmo, dizendo uma coisa e fazendo outra. Essas pessoas costumam usar a seguinte expressão: “Faz o que eu te digo; mas não faças o que eu faço”. Ora tudo isso revela fraqueza de carácter, porque há a dificuldade de assumir as ideias defendidas e consideradas válidas.
            Os antigos Gregos, usavam como princípio: “Conhece-te a ti próprio”. A maior dificuldade do ser humano está aí, em reconhecer-se como tal, para poder-se modificar e melhorar o seu carácter e personalidade.
            Não tenha medo de dizer: “Não”. Não tente agradar, engolindo sapos e dissabores, mantenha a sua personalidade, não faça aquilo que não é do seu agrado. Diga não, quando não quer; quando não lhe apetece; quando não gosta; quando quer estar simplesmente só.        
            Há quem tenha dificuldade em dizer “não”, dizem “sim” quando de facto pretendem dizer “não”, dessa maneira invalidam a sua auto-estima, ficam deprimidas e ressentidas por não agirem de acordo com a sua vontade.
            Diga um “não” convincente, “não vou”, “não quero”, não é necessário dar uma explicação da sua atitude, não deixe margem para discussão, não use expressões como: “não vou por que não posso demorar-me”. se disser o que sente e explicar o motivo, haverá espaço para ser persuadido e manipulado, e poderá ser convencido a dizer o “sim” contra a sua vontade.
            Seja honesto consigo próprio, não tenha medo de dizer o que pensa, seja sincero e aja de acordo com as suas convicções e realidades, não seja incongruente. A sinceridade deverá estar acima de tudo. Se estivermos condicionados a uma mentira, a nossa auto-estima estará em baixo. Seja autêntico na sua sinceridade e honestidade, e verá a sua auto-estima elevar-se.
            Seja sempre verdadeiro com os seus elogios, críticas e opiniões. Não dê as conhecidas “punhaladas nas costas” dos amigos, não tenha medo de enfrentar o “lobo”, não fuja, porque para onde for o “lobo” uivará dentro de si.   
            A assertividade está na sua afirmação, de saber o que deseja e agir de acordo com essa situação congruente. Aprenda com os seus erros, e com toda a honestidade, tenha a coragem em reconhecer o seu erro. 
 
PROF. KIBER SITHERC
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 01:24

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

17
23

25
27
28
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO