Método Kiber

Janeiro 12 2010

 

            Vimos no número anterior a técnica mais simples para desligar o pensamento; desvalorizá-lo e não lhe dar importância alguma, porque ele na verdade não é real. Tudo aquilo que nós aprovamos e acreditamos processa-se no nosso cérebro como uma realidade.
            Quando o pensamento negativo está enraizado na mente, por vezes torna-se difícil erradicá-lo, como uma erva daninha, terá que ser arrancado, antes que se alastre e provoque a infelicidade e a doença. É possível erradicá-lo de uma só vez para que não nos volte a importunar. Os mesmos pensamentos poderão ser controlados para que não andem a acatar-nos; espreitando-nos para nos deprimir e impedir-nos de sermos felizes.
            Vejamos os vários métodos para deter o pensamento:
 
            O método da desvalorização do pensamento: consiste em desvalorizar o pensamento que nos inquieta, que em cima me referi e que foi desenvolvido no mês anterior.
 
            O método “Stop”: consiste em quebrar os pensamentos incomodativos de uma maneira rápida, quando eles nos aparecem. Quando surgirem pensamentos negativos, visualize na sua mente um sinal de “Stop”. Imagine uma voz forte e enérgica que lhe diga: “Já basta” Pense em bloqueá-lo, e mude o pensamento para um positivo. Um pensamento enraizado demorará mais tempo a quebrá-lo. Faça esse exercício persistentemente, com a prática o seu cérebro fará isso de uma maneira automática.
 
            O método de troca: consiste em fazer parar mentalmente a “imagem”, que o incomoda. Depois dar-lhe relevo: brilho, destaque e trocá-la por outra positiva. Exemplo: suponhamos que está triste por algo que lhe aconteceu; congele essa imagem, ponha-a imóvel, dê-lhe brilho, aumente-a em tamanho, depois troque-a por uma positiva, não esquecendo de lhe dar relevo, brilho e destaque à imagem posterior. Depois desligue, e pense noutros assuntos positivos, pois convém, para não entrar na obcecação mental. 
 
            O método da manipulação: é o mais criativo de todos eles, porque consiste em manipular o pensamento através dos nossos sentidos.
            Se você não gostar de um canal de televisão poderá mudar de programa, escolher o que lhe convém, baixar o som e inclusive desligar. O mesmo se passará com os seus pensamentos negativos; é tão simples como desligar o interruptor da luz.
            Com a mente poderá fazer o mesmo: é possível desligar-se de todos os pensamentos irritantes através da manipulação dos sentidos.
            Visualize uma cena que o tenha incomodado. Use a audição e experimente baixar o som como faz ao televisor, agora tire o som totalmente do diálogo interior persistente, visualize que no diálogo apenas os lábios se mexem. Veja a diferença de estar sem som. As tais palavras enfadonhas que quase lhe furavam os tímpanos desapareceram. Agora experimente fazer o mesmo à imagem inquietante que o perturba. Escureça-a cada vez mais, reduza-a a uma pequenez insignificante, até que desapareça.
            Se na sua mente, permanece a lembrança da desagradável voz de alguém, poderá modificá-la pela manipulação auditiva. A voz irritante poderá tornar-se a fala de um cómico palhaço, ou de um desenho animado. Com a técnica da manipulação, poderá visualizar a tal pessoa enfadonha, como um insignificante pigmeu, a uma pequenez exagerada.
            Lembre-se, quando se irrita ou se aborrece, amplia na sua mente essa imagem; quando desvaloriza essa emoção, a sua mente a reduz e a circunscreve.
 
PROF. KIBER SITHERC
 
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 14:19

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

17
23

25
27
28
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO