Método Kiber

Janeiro 10 2010

 

            Decorria o ano de 1453, estava reunido em Constantinopla um Concílio da Igreja, em que se discutia se os anjos tinham sexo ou não. Foi em um tema que se debateu uma Cristandade durante séculos, todos se interessavam por esse pormenor, era também uma grande preocupação dos artistas, os anjos se Deveriam de pintar ou esculpir sexo com ele ou sem?
A discussão exaltou todos os Clérigos e não se chegou a uma conclusão, enquanto discutiam as enguias, os turcos Puseram cerco à cidade e destruiram-na, onde Milhares de mortos se espalharam pelas ruas. Constantinopla caiu em poder dos turcos otomanos, a Idade Média terminou dando início aos tempos modernos. Desde daí se E.U.A. uma expressão discutir o sexo dos anjos, como se ocupar e discutir ninharias, isto é, assuntos fúteis, insignificantes e mesquinhos.
A expressão mesquinho, deriva do árabe miskin "significa que: pobre, infeliz e desgraçado, que por sua vez derivou do acádico" muskênnum "Que se Originou do sumério" mas en mordaça ".
Ora uma mesquinhez é uma pobreza de espírito porque, como ideias mesquinhas são de uma mentalidade estreita e pequenez, tacanha. O espírito mesquinho repare só em pormenores insignificantes, como disse o Mestre: "Porque olhas o argueiro que está sem olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu?"
Sabia que 99 por cento das discussões se iniciam sobre assuntos insignificantes? Sobre assuntos fúteis, sem Importância e? Que muitas vezes se Evitar poderia?
Vejamos um exemplo: o marido chega a casa exausto, o trabalho não lhe correu bem, e pelo caminho se Atravessou um motorista à sua frente. O jantar não é do seu agrado, por isso reclama, uma esposa que não sabe cozinhar. Esta por sua vez se defende eo acusa pelas atitudes dele ao longo dos anos. Então são feitas todas as espécies de Acusações. Fala-se da má educação dos filhos, queixam-se do dinheiro ser mal usado, questões em relação ao sexo, promessas que nunca foram cumpridas, Aconteceram coisas que há vinte anos, ambos defendem os seus pontos de vista, os seus direitos de cidadania e conjugais. No fim ficou nada resolvido ainda, pior, apenas fizeram tréguas, não enterraram os seus machados de guerra, guardaram ainda mais os seus ressentimentos como se Fossem munições e preparando-se para a próxima discussão ser ainda maior.
A felicidade é mais importante do que uma razão, pense nisso, o que importa se você tem razão e é infeliz? Alguma vez pela razão se chegou a felicidade? Sabemos que os filósofos não foram os mais felizes.
Ao sentir-se chateado, antes de se queixar ou repreender alguém pergunte a si mesmo: "Vale mesmo a pena? O que eu ganharei com isso? "Verá que na maioría dos casos não vale mesmo a pena, que o assunto não tem qualquer Importância, e você evita o conflito.
As coisas insignificantes, pueden causar muitos Aborrecimentos uma pessoas mesquinhas e ciumentas, que só reparam em pequenos pormenores que as afligem. Quando nos sentimos em baixo que mesmo pequenas coisas importam. Incomoda-nos os latidos do cão do vizinho, o som do fio de Estender a roupa quando é puxado, ou qualquer coisa que nos DesagradÃ. Tudo isso acontece unicamente porque lhes exageramos a importância.
Quando nos sentimos positivos estes pequenos detalhes não tem importância. Pense e concentre-se em assuntos de grande valor e importância. Não se deixe perturbar por coisas triviais e pequenas. Lembre-se que uma mesquinhez limita os nossos horizontes.
 
PROF. Kiber SITHERC
 
kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 22:14

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
16

17
23

25
27
28
30

31


pesquisar
 
blogs SAPO