Método Kiber

Setembro 30 2009

 

           Foi na China que nasceu a moda das mulheres dos pés pequenos, como a natureza não os concebeu, usou-se um sapato tipo bota para que atrofia-se o pé para que ele não desenvolve-se. A partir dos quatro anos as mães afligiam os pés das filhas todo o tempo, igualmente de dia como de noite. Esse tipo de bota reduzia o tamanho do pé, atrofiando os quatro dedos dos pés sobre o grande. Esse padrão de beleza se impôs a todas as condições sociais, desde a nobre à camponesa. As meninas calçadas dessa maneira, teriam dificuldade de andar, as caminhadas eram curtas e lentas, elas andavam de uma maneira ondulante. Mas essa característica das tristes meninas, se considerava para a época uma sedução feminina. Durante mil anos, as meninas chinesas foram torturadas para que tivessem um pé perfeito e concebessem um bom casamento.    
            Uma amiga comprou uns sapatos nos saldos, como não havia o seu número, resolveu levar um número abaixo do seu. Os sapatos eram apertados, mas ela esperava que eles alargassem. Encontrei-a na rua coxeando e aflita dos pés, ao contar toda a sua história, tive que sorrir e usei a seguinte expressão: “Descalce essa bota”.
            Ela tinha as suas razões, gostou muito dos sapatos, mas não havia o seu número. Eles estavam em promoção, não queria perder a oportunidade de comprar aqueles sapatos por baixo preço, e pensou que talvez eles ao caminhar alargassem com o tempo.  
            Quando voltei a vê-la, ela sorriu, pois tinha substituído os tais sapatos por uns ténis muito mais confortáveis. Confessou-me que os pés tinham ficado doridos, e ao substituir os sapatos pelos ténis sentiu um grande alívio.
            A dor é um sintoma incómodo, é um sinal avisador de que algo está errado, quando surge, revela que não deve passar despercebida, pois devemos lhe dar grande importância. Se tentarmos ignorá-la poderemos mais tarde sofrer as consequências. Já imaginou se não sentíssemos a dor? Correríamos numa maratona até arrebentar, ou morreríamos de qualquer doença inconscientemente. Todos os animais assim como a nossa espécie se extinguiriam.
            A dor pode ser interpretada como nossa amiga, se nós formos receptivos à sua mensagem. Na verdade, ela não é uma companhia desejada, por isso, afaste-se dela enquanto é tempo. Quem procura uma pedrinha para o sapato, com certeza que sentirá um grande incómodo e mesmo dor. É contrário à nossa natureza procurar a dor, quem a procura e tira dela prazer é masoquista. Apesar a dor ser sentida, por vezes a vítima acomoda-se, habitua-se ao sofrimento, surge o medo de descalçar a tal bota, o medo de não encontrar algo que a substitua. Tais pessoas usam o seguinte refrão: “Sei que estou mal, mas se mudar poderei piorar”. Então, agarram-se ao seu sofrimento como se fosse o seu destino. Pior ainda, quando o orgulho se impõe, pois fazem do sofrimento a sua bandeira.
            Quando uma bota nos magoa os pés o que devemos de fazer? O bom senso nos diz que devemos descalçá-la, mas nem sempre isso acontece. Apesar do sofrimento doloroso, muitas vezes somos renitentes em descalçá-la.
            Por vezes durante a nossa vida, fizemos opções erradas e precipitadas que nos trouxe sofrimento e infelicidade, mas falta-nos a coragem para sair delas, por vezes ficamos esperando que a situação se resolva por ela própria. Na verdade, nem sempre as coisas se resolvem dessa maneira, por vezes temos que agir, isto é, temos que descalçar a tal bota que nos magoa, apesar de não termos a ousadia de a descalçar.
Quando temos coragem, então, descalça-mos a tal bota, acontece sempre uma mudança, uma sensação de alívio, como sentiu a minha amiga.
 

PELO PROF. KIBER SITERCH

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 23:31
Tags:

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

28


pesquisar
 
blogs SAPO