Método Kiber

Junho 09 2010

 

                Era uma vez um lenhador viúvo, que acordava todos os dias antes de o nascer do sol e trabalhava o dia todo cortando lenha, só parava quando as luzes do dia davam lugar ao crepúsculo e regressava a casa já noite dentro.

wpe37.gif (4620 bytes)


            Este lenhador tinha um filho gracioso, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, que ele tratava como animal de estimação e era de sua total confiança. Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa a tomar conta do seu filho. Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada. Os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa, era um animal selvagem e portanto não era de confiança. Quando ela um dia sentisse fome, ela iria comer a criança. O lenhador sossegava os vizinhos, dizia que era um grande disparate. A raposa era sua amiga e jamais faria isso.

 

            Mas os vizinhos insistiam:

            - Lenhador abre os olhos! A raposa vai acabar por comer o teu filho!

            O lenhador não ligava, mas perante a insistência dos vizinhos, começou a germinar na sua mente os seus receios e as dúvidas da fidelidade da amiga raposa.


            Um dia, o lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários, ao chegar em casa, viu a raposa sorrindo como de sempre e sua boca totalmente ensanguentada!

            O lenhador incrédulo e sem pensar duas vezes, usou o machado na cabeça da raposa!

            Desesperado, entrou no quarto e encontrou o seu filho no berço dormindo tranquilamente, ao lado do berço uma cobra jazia morta!


            O lenhador chorou lágrimas de arrependimento junto da sua amiga que ela acabara de tirar a vida tão injustamente. Desconsolado, enterrou o machado e a raposa juntos. Nesse lugar nasceu uma linda árvore que jamais seria cortada enquanto ele fosse vivo.


            «Se tu confias em alguém, ignora o que os outros pensem a respeito... Segue sempre o teu caminho ouvindo o que o teu coração te diz, evita que te influenciem com os juízos precipitados deles... poderás te arrepender para o resto da tua vida».

 

PROF. KIBER SITHERC

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 23:26

Junho 02 2010

 

                As cores influenciam a personalidade de acordo com a preferência. A primeira cor de preferência, refere-se aos aspectos da sua personalidade real, ou seja, como você se mostra para os outros; a segunda cor de preferência, refere-se aos objectivos da vida, ou seja, o que se almeja da vida; e a cor que você não gosta, refere-se às frustrações da vida.

            É importante destacar que as preferências de cores, mudam de acordo com o momento emocional do indivíduo.

 

            A preferência pelo castanho (marrom) indica um carácter estável, sincero. Você possui um senso agudo de responsabilidade e raramente fugirá de uma obrigação. Essa devoção poderá, até fazer com que outros se aproveitem de você, fazendo com que surja algumas vezes uma sensação de perseguição. Como você vive de acordo com hábitos enraizados, suas opiniões são muito fortes; por isso, talvez você se mostre intolerante com as pessoas impulsivas e destemidas.

 

             Você possui um talento e uma esperteza naturais para o uso do dinheiro, tanto o seu quanto dos outros. Você sente uma necessidade constante de segurança e de interpretação, razão pela qual é grande o seu respeito pelo lar e pela família.

 

            O castanho representa a estabilidade, a necessidade de segurança, a dependência, a disciplina e a uniformidade e desenvolvendo o sentido das responsabilidades. Como o castanho é uma espécie de vermelho escurecido, ele possui a vitalidade e a força impulsiva do vermelho, só que de forma atenuada pelo preto neutralizador. Assim, o castanho é uma cor que transmite uma vitalidade passiva. É uma cor indiferente, habitualmente preferida por religiosos e caminhantes. Por isso é que se diz que o castanho realça a importância das raízes, do lar e do conjunto social. 

 

            Castanho é uma cor quente e confortante associada com terra, árvores, coração e casa.

 

            Pessoas tendem a comprar produtos caros em cores neutrais, especialmente em economia incerta. Castanhos tornam a vida das pessoas mais fácil e são considerados intemporais.

 

            Castanho tem um toque comum em roupa, tornando a pessoa acessível, fiável e sincera.

 

            Castanho tem uma qualidade masculina e dura que agrada particularmente homens.

 

            Sacos de papel castanho são usados normalmente para empacotamento e denotam um produto natural.

 

PROF. KIBER SITHERC

 

 

kiber-sitherc@sapo.pt
publicado por professorkibersitherc às 23:28

Só temos uma vida, por isso, teremos que vivê-la intensamente de uma maneira agradável e positiva. Faça tudo o que estiver ao seu alcance, antes que seja demasiado tarde! Pensamento Positivo! kiber-sitherc@sapo.pt

contador gratis
Interactividade
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO